Eterno amigo

    Você olha, ela olha de volta. As pessoas ao redor não importam, nada mais importa, assim começa uma loucura que só poderia acabar em dor. Depois de tanto tempo juntos os mesmo olhos hoje olham para caminhos diferentes. Só queremos saber o que é preciso para curar um coração.

Tempo passa devagar

    As drogas sempre são o primeiro, pode não ser necessariamente o álcool, mas algo que nos entorpeça que nos leve para outra realidade, que nos faça esquecer desse inferno. Para alguns é o jogo, para uns a bebida e para outros a religião. No final, todos têm um rota de fuga, um local onde tentamos esquecer quem somos, ou melhor, quem tivemos.

    O fogo é o segundo. O que é melhor que uma paixão pra curar um amor “antigo”? O problema é que não estamos preparados para qualquer relacionamento. Queremos diversão, sexo, prazer, ter bons momentos, mas… ai entra um pequeno problema: A outra pessoa sabe disso? Ela saberá lidar com isso?

    O terceiro é o tempo. Ah o tempo, nosso eterno inimigo e nosso eterno amante. Ele avança de maneira feroz, dia após dia, sem descansar, sem piedade, levando o que temos de mais precioso, nossas oportunidades.

    Ainda assim, ele é nosso amigo, pois de fato é ele que cura nossas dores, ele que nos ensina a levantar, caminha e viver. Ele nos faz esquecer, superar, e quem saber novamente aprender a amar.

    Tempo maldito, como te odeio e como te amo!!!