Guerreiro

    João acorda às 5 da manhã, olhos dos dedos abertos ao tatear na escuridão do quarto. Ele sai sem fazer barulho para não acordar os filhos. A mulher já o espera com o café pronto. Café de verdade, preto, fervido, coado e adoçado. Aquela será a única refeição que ele verá por um longo período.

A força pra construir um sonho.

    O caminho para o trabalho não é tão longo, apenas 5 quilômetros. Uma caminhada pela cidade ainda escura. São 5 quilômetros para ir e cinco para voltar, mais que isso, são 4 reais economizados diariamente. Quatro reais que podem faltar depois para comprar o pão ou o lápis do filho.

    João nunca foi à escola, começou a trabalhar quando aprendeu a andar. Suas pernas foram fortificadas pela fome e pela labuta. Contrariando a tudo e a todos cresceu forte, com a enxada e o caixote. Aprendeu muito cedo o valor de cada moeda e sua medida em gotas de suor.

    Ele nunca teve uma alegria maior na vida, nunca aproveitou uma tarde de descanso, nunca tirou férias, nunca teve uma mão para acalentá-lo. Sempre seguindo a fórmula do esforço, suor, odor e dor.

    Ao chegar no mercado o trabalho já o espera. Mais uma vez ele usa sua força para conseguir o que quer. Apenas dois sonhos o norteiam: nunca faltar comida aos filhos e poder chamá-los de “doutores”. Cada caixa carregada é uma letra que os filhos podem aprender, cada gota derramada é um degrau para o futuro deles, nunca um homem sofreu com tamanha felicidade.

    Ele retorna para casa com o corpo destruído, abraça os filhos e a mulher. Tem uma alegria ao escutar os filhos dizendo o que aprenderam naquele dia. Ele não entende nada, mas é possível ver as lágrimas nos seus olhos. Todos comem, sempre tomando cuidado para que os filhos tenham o melhor da refeição. Eles dois se privam mais uma vez pelos filhos.

   A TV é ligada e uma mulher bem vestida apresenta mais uma estrela decadente tentando perder peso. A apresentadora diz que aquela era uma guerreira e que o país esta acompanhando, emocionado, sua luta contra a balança no SPA de luxo.

Comments

  1. Felipe Carrara Couto says:

    Excelente texto!!!

  2. Felipe Carrara Couto commented on Parindo Idéias:

    Excelente texto!!!