Hoje e Amanhã

    Ele já nasceu filho. Antes de pensar. Antes de saber. Antes de escolher. O mundo já o havia colocado nesta posição. Aquela seria a sua benção e a sua sina e ele teria uma vida inteira para lidar com ela.

Pai e Filha

    No nascimento, aos gritos, ele aprendeu a essência de ser filho. Ele galgou sua liberdade machucando sua mãe. E apesar de triste aquela cena se repetiria durante toda a sua vida. A cada pedaço ganhado no mundo era uma lágrima tirada dela.

    O menino cresceu e se tornou um homem. Ele aprendeu a ser responsável. De fato ele aprendeu que todas as suas escolhas teriam uma resposta do mundo. Que algumas vezes ele poderia não gostar, mas teria que lidar com elas.

    Quando o menino aprendeu a ser homem ele reaprendeu a ser filho. Olhou para seus pais e imaginou as responsabilidades que eles carregavam e assim aprendeu a ser mais tolerante com eles.

     O homem se tornou pai. Tudo que ele já pensava saber sobre responsabilidade não passava de história de criança. Agora ele aprendeu a se dar. Aprendeu a realmente amar e sofrer.

     O filho muda ao sentir a aflição que seus pais sentem. Ele finalmente compreende o que é abrir mão do hoje pelo amanhã. Sentado ele observa sua mãe e sua filha juntas e seus papeis de pai e filho se misturam.

    Uma bela mulher passa. Ele a observa. Agora é o homem solteiro que esta no comando. Ele Olha, sente o cheiro e o olhar dela. Mas sua mãe o olha e ele volta a ser um garotinho. Sua filha o olha e rouba toda a sua atenção. Que mulher pode competir com ela?

    Ele a abraça novamente no papel de hoje. Sabendo que ela é o seu amanhã.